in

O crime compensa em Portugal!

Ladrões que roubavam BMW, Volvo e Mercedes detidos mas ficam em liberdade

O crime compensa em Portugal!

O crime compensa em Portugal! Ladrões que roubavam BMW, Volvo e Mercedes detidos mas ficam em liberdade.

Ainda que não seja do domínio público, pelo menos numa dimensão assinalável, eu, autor deste artigo, fui vítima de um assalto ao meu BMW Série 4 420 Grand Coupe Pack-M, onde roubaram, pela calada da noite, o volante desportivo que equipa este modelo e que o seu valor em novo ultrapassa facilmente os 2.500,00€. Mas pelos vistos o crime compensa em Portuga, isto porque os ladrões são detidos, mas posteriormente o tribunal de instrução criminal decide libertar os detidos, ficando estes apenas obrigados às famosas apresentações periódicas às autoridades.

Dos volantes aos carros completos

No início do artigo refiro-me a um gangue que se dedica ao roubo de volantes, jantes especiais, bem como outras peças previamente encomendadas.

No entanto, veio a público que o Tribunal de Instrução Criminal do Porto decidiu, na passada sexta-feira, libertar dois indivíduos que foram detidos pela PSP por suspeitas de estarem envolvidos no furto de duas dezenas de veículos, das marcas BMW, Volvo e Mercedes. Para isso, os dois indivíduos usavam alta tecnologia para pôr os veículos a trabalhar sem as respectivas chaves.

Segundo as autoridades, os dois elementos eram considerados especialistas em furtos de carros e como medidas de coação os dois homens ficaram obrigados às apresentações periódicas junto das autoridades, bem como com a proibição de contactos.

Quais as viaturas, localidades e qual o Modus Operandi?

Os dois detidos tinham especial preferência pelas viaturas de marca BMW, Mercedes e Volvo. Procuravam sempre as versões mais valiosas, onde os valores cifravam-se entre os 30 a 60 mil euros. Actuavam nas zonas de Porto, Penafiel, Famalicão, Ovar, Santa Maria da Feira e Lisboa. Para furtar as viaturas sem recurso à chave, os dois homens recorriam à ajuda de um computador equipado com um software especial e com isso faziam a ligação ao sistema electrónico da viatura visada.

Segundo a Polícia de Segurança Pública, “Os suspeitos tinham conhecimentos técnicos que lhes permitiram, através da utilização de material eletrónico de desbloqueamento, o furto de veículos automóveis dotados de sistemas de segurança eletrónicos (mormente viaturas dotadas de chave eletrónica)“.

Este inquérito já levou, há uns meses, à detenção de um cadastrado, colocado em prisão preventiva na altura. Esta operação permitiu a apreensão de artigos desmantelados de automóveis, equipamento informático e de telecomunicações. Também se apreenderam aparelhos eletrónicos de desbloqueamento de sistemas de segurança das viaturas e diversos equipamentos e ferramentas utilizadas no furto de viaturas.

Gostou deste artigo? Espero que tenha gostado do nosso artigo. Partilhe-o com o seu circulo de amigos. Siga-nos no Facebook e fique a par de todas as novidades. Faça gosto e partilhe os nossos artigos. Obrigado ツ

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

four × one =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Loading…

Vive num condomínio e tem carro eléctrico?

Combustível mais barato. Qual é o segredo do combustível Low Cost?