TRI-FUEL. Um carro três formas de combustível

Com o GPL vieram os BI-FUEL e agora os TRI-FUEL.

TRI-FUEL. Um carro três formas de combustível

TRI-FUEL. Um carro três formas de combustível. Com o GPL vieram os BI-FUEL e agora os TRI-FUEL.

Uns pela questão da economia e outros pela questão meramente ambiental, estes foram algumas das principais razões para a utilização do GPL nos automóveis. Com o aparecimento do GPL surgiram os veículos bi-fuel. Agora é a vez dos tri-fuel, uma vez que o GPL está a ser aplicado nos automóveis híbridos.

No inicio, o sistema de alimentação a GPL era aplicado aos veículos equipados com motor a combustão e gasolina como combustível. Mais tarde, os diesel também passaram a poder ser equipados com um sistema de alimentação a GPL e estes eram conhecidos por veículos Bi-Fuel. Hoje, os veículo híbridos também já são equipados com sistema de alimentação a GPL e estes são os automóveis Tri-Fuel.

Sabe quais são os motores mais procurados para a alteração para três “combustíveis”?

Sabemos que a questão ambiental é importante, mas a principal motivação para a aquisição de um sistema de alimentação a GPL é o constante aumento do preço dos combustíveis. E a decisão da instalação de um sistema GPL já não se fica apenas pelos motores a gasolina e diesel. Agora, a aplicação de GPL também se estende aos veículos motores híbridos, que passam a designar-se por veículos “tri-fuel”. Ou seja, veículos equipados com três tipos de combustível: gasolina ou diesel, elétrico e GPL.

Mas afinal de contas, quais são as marcas mais procuradas para conversão a GPL?

Segundo Rui Pereira, diz que, “a nível percentual as marcas mais convertidas são Mercedes, BMW Audi e Volvo, isto no âmbito de veículos usados com alguma idade”, explica, adiantando que, “em relação a veículos mais recentes tem-se verificado que os Renault são uma boa aposta (Clio, Captur com as motorizações 900 e 1000 com 90 e 100cv, respetivamente) e os motores Ford com a tecnologia EcoBoost (com as motorizações 1.000)”.

No entanto, relembra que mais importante que pensar numa marca é o motor, ou seja, “o mais importante é o bom estado de toda a parte mecânica do veículo e conhecer um pouco o histórico das manutenções e cuidados do veículo”.

Declarações de Rui Pereira, responsável pela “Autogás Power”

Segundo o responsável, Rui Pereira, pela Autogás Power, empresa especializada na conversão de veículos para GPL, uma solução Tri-Fuel era praticamente impensável há alguns anos. Atualmente a transformação de veículos usados para GPL é uma tendência que se tem vindo a notar e dá notas que veio para ficar. Acrescentando que,  “Principalmente do Grupo Toyota, tais como Toyota Auris, Yaris, Corolla, ou Lexus NX 300H e CT 200H, que permitem uma solução fantástica ao tornarem-se tri-fuel”.

Nestes últimos estamos a falar em custo por 100 km cerca de 3,5/4 euros o que é deveras fantástico”, sublinha o responsável.

Obviamente, a grande vantagem do GPL é o facto de, atualmente, o preço médio custar 0,74€, ao passo que o litro de gasolina e de gasóleo custa em média, 1,69€ e 1,50€, respetivamente.

Outra vantagem é a de um carro movido a GPL ser bastante mais fiável que um carro movido a outro tipo de combustível: isto acontece porque o GPL não tem tantas impurezas, sendo um combustível mais limpo, não danificando tanto os componentes móveis do motor.

Siga-nos no Facebook e fique a par de todas as novidades. Faça gosto e partilhe os nossos artigos. Obrigado ツ